Disciplina - Língua Estrangeira Moderna

Mr. Nobody - What time is it?

Mr. Nobody, drama de ficção científica, 2009, Bélgica/Canadá/França/Alemanha, 138min.; COR. Direção: Jaco Van Dormael.

Mr. Nobody é um filme exigente, que reúne informações de várias áreas do conhecimento para processar um roteiro que gira em torno do personagem Nemo Nobody. Entre as informações necessárias para compreender a história destacam-se a Física Quântica e a Teoria das Cordas. Assim como Efeito Borboleta e outros filmes hollywoodianos, Mr. Nobody explora a temática das realidades paralelas, do fluxo temporal e das diferentes dimensões da existência humana.



Nobody (um nome que ao mesmo tempo exclui e inclui todos os humanos) é o último humano a morrer de velhice, pois não foi submetido ao processo de renovação celular que marca a sociedade de fins do século 21. Em seus últimos dias de vida, não se lembra quem é, mas relata ao seu psicanalista e também a um jornalista informações aparentemente desconexas que, como num quebra-cabeças, constituem sua história - ou, mais apropriadamente falando, suas histórias possíveis - com diferentes esposas e diferentes trajetórias de vida. Ao mesmo tempo que ele fornece essas informações, é mostrado em várias idades diferentes (inclusive antes de nascer), e fica para as pessoas (e o espectador) a tarefa de compreender quem ele realmente é.



Vários são os elementos que se repetem no filme representando os limites e potencializadores de tempo, espaço e realidade, tais como o relógio ? normalmente mostrando o tempo 9h 15min ? e as cores (relacionados às esposas de cada realidade). Além disso, é frequente ao longo do filme a música Mr. Sandman (The Chordettes, 1954), que faz referência a um personagem do folclore popular anglo-saxônico, responsável por trazer o sono e os sonhos às pessoas. Tal referência é importante para a narrativa, uma vez que indica a preocupação de definir quem é responsável pela nossa história, e se esta é real ou uma ilusão.



Neste trecho, Nobody apresenta um episódio de seu programa de TV. Explica algumas implicações da Teoria das Cordas e da Física Quântica. (Uma das principais implicações dessas proposições é que o tempo é colocado como inexistente, de modo que não há sentindo em se questionar sobre sua passagem.) O cenário do programa confunde-se, em alguns momentos, com o próprio filme; assim, palavras-chave da explanação científica ajudam a compreensão do trecho. (Assim como no trecho um, aqui é utilizada linguagem formal, por se tratar de um script, mas desta vez há uma carga maior de informações, já que o personagem não está explicando somente para os espectadores fictícios, mas também para os reais.) Em seguida, vemo-lo, ainda criança, diante do impasse de namorar Anna, Elise, Jeanne - três opções, três realidades potenciais e, em certo sentido, reais. A escolha para o menino acaba sendo angustiante, já que, segundo a compreensão tradicional, as escolhas seriam definitivas, sem qualquer volta, porque o tempo correria em uma única direção.

Idioma/Legenda: Inglês/Inglês

Palavras-chave: Dimensões. Altura. Largura. Profundidade. Big Bang. Ilusão. Realidade.

Duração: 02min17s

  • 11923
  • 1378
Fechar

Campos com (*) são obrigatórios.

fechar

Copie o código abaixo e insira em sua página:


Ou compartilhe através dos sites:

Fechar

Mais Informações